De Parque para Academia (Jocimar Pereira)



Hoje com muita alegria
Participei da inauguração
Da Academia de Saúde
De minha terra, meu torrão

Em minhas poesias e cantos
Falo sempre de Coroatá
A Academia de Saúde
É mais um motivo pra versar

É preciso o passado lembrar
Pra falar desse momento
Vamos fazer uma viagem
Voltando um pouco no tempo

O ano é noventa e um
Início da década de noventa
Coroatá vivendo um caos
O povo não mais aguenta

Lixo por toda parte
A cidade um total arraso
Os salários dos servidores
Com seis meses de atraso

A cidade era um lixeiro só
Urubu não tinha medo de gente
Bois pastando na praça
Só eles alegre  e contente

Buraco pra tudo que era lado
Asfalto não mais existia
De tristeza era nosso semblante
Éramos um povo sem alegria

Com tanto descaso existindo
Era grande a reclamação
Foi então que aconteceu
A bendita intervenção

Chegava ao comando da prefeitura
Um homem de muita coragem
Destemido, corajoso, valente
Mudou-se trazendo a bagagem

Ricardo Murad o valente
Homem de bom coração
Resolveu mudar pra Coroatá
Veio com a intervenção

Começava um grande projeto
Para o nome desta terra elevar
Pra tirar do fundo do poço
Nossa querida Coroatá

Suspensão de todos os pagamentos
Foi a medida inicial
Atualizar os salários do servidor
Era prioridade total

Em poucos meses a alegria
No rosto do servidor brilhou
Por consequência o comércio
Logo também se alegrou

As obras tiveram início
Pra estrutura física recuperar
E logo aquele velho semblante
Novo aspecto começa a tomar

Em outubro de noventa e dois
Na certeza de que tudo iria melhorar
O povo elege a esposa de Ricardo
Prefeita Teresa Murad

Era a garantia da continuidade
De um progresso recém-chegado
Coroatá precisava continuar
Aquele projeto começado

O poeta tá louco?
Você deve se questionar
O que isso tem a ver com a academia
Meu querido Jocimar?

Continuando a história
Pra você me entender
Aonde hoje é a academia
Antes era de entristecer

Só um parque de diversão
Que alguma vez aparecia
Trazendo àquele triste ambiente
Um pouco de alegria

Ali tinha uma casa amarela
Da rede ferroviária propriedade
Para abrigar seus funcionários
Quando estavam na cidade

Depósito de dormentes
Uma tremenda escuridão
Antes tinha esse aspecto
Aquele pedaço de chão

Em suas voltas diárias
Ricardo viu aquele lugar
Deserto no centro da cidade
E logo começou a pensar

Não conseguiu dormir
Passou a noite pensando
O que faria alí
Mil coisas imaginando

No dia seguinte a idéia
Veio clara e definida
Um ambiente de alegria
Dando aquele espaço vida

Um parque de eventos
Para a cidade alegrar
O povo precisa de diversão
Um ambiente familiar

E logo colocou em prática
O projeto idealizado
Trabalhando dia e noite
O sonho foi realizado

Depois de tudo pronto
Precisava o ambiente batizar
Que nome daremos ao parque?
Quem iremos homenagear?

Por sugestão da prefeita
Um grande esportista brasileiro
Ayrton Sena do Brasil
Levantou-se em um grande letreiro

Parque Ayrton Sena
Foi erguido um monumento
Pra celebrar aquela conquista
Era preciso um grande evento

Foi grande a festa de inauguração
Igual jamais se havia realizado
Cavalo de Pau, Mastruz com Leite
Saudoso Rossi, o Reginaldo

Um artista global deste evento
Também veio participar
Pela primeira vez no Maranhão
O cantor Maurício Mattar

Foram três dias que movimentou
Coroatá e toda região
Gente como nunca se tinha visto
Quem participou esquece mais não

Ali naquele parque
Se realizaram muitos eventos
Carnavais, festejos juninos, foliatás
Foram maravilhosos momentos

Mas o tempo passou
Ayrton Sena morreu
E por oito anos nossa terra
Também se entristeceu

O parque foi fechado
Uma boca de fumo se tornou
Escuridão e abandono
Foi tudo o que restou

Eis que surge uma esperança
O retorno de Teresa
O antigo parque volta a sorrir
Um sorriso de nobreza

Passando em frente ao parque
Ricardo pensa de novo
Vou ressuscitar o gigante
Para a alegria do povo

Mais uma noite acordado
Pensando no que fazer
O antigo Ayrton Sena
Precisava renascer

Na manhã seguinte
Com ele não foi diferente
A idéia estava amadurecida
Estava alegre e contente

Academia de Saúde
Para receber nosso povo
Vou pra trazer pra este ambiente
Aquela alegria de novo

Na festa de inauguração
Hoje pude presenciar
A beleza e a alegria
Em que se transformou o lugar

Não tinha banda famosa
Nem um  artista global
Mais tinha o povo feliz
Um momento colossal

Pode falar quem quiser
Podem até o poeta criticar
Mas têm que concordar comigo
Ricardo sabe trabalhar

O homem está de volta
Em nosso meio está
E quem ganha com isso
É nossa terra Coroatá

A Academia de Saúde
De Parque Ayrton Sena será chamada
Tem nada não sua história, Sena
Sempre será lembrada

O Parque Ayrton Sena se foi
A Academia acaba de chegar
E logo com outro nome
Um novo Ayrton surgirá

Parabéns ao Ricardo
Por este projeto idealizar
Parabéns a Teresa
Por ele se concretizar
Recebam um forte abraço
Do Poeta Jocimar

Nenhum comentário: